Servidor Público Federal

Confira agora se podemos reduzir o juros do seu contrato através da portabilidade flex.

Portabilidade Flex Fechar


Setor privado corresponde a 8% do crédito consignado


Setor Privado é 8% do Crédito Consignado | Panda Empresta

Governo anunciou medidas que prometem ampliar o acesso à modalidade de crédito

Os benefícios do crédito consignado atraem cada vez mais adeptos, que preferem solicitar um empréstimo a consumir ou pagar contas com o cheque especial ou cartão de crédito convencional. No entanto, a oferta desse tipo de empréstimo ainda está limitada aos aposentados e pensionistas do INSS e servidores públicos municipais, estaduais, federais e militares. Dados recentes do Banco Central (BC) mostram que quem não trabalha na área pública ainda utiliza pouco o consignado.

Do total de empréstimos consignados oferecidos pelos bancos, apenas 8% são destinados às pessoas que trabalham em empresas privadas. Segundo o BC, em julho esses trabalhadores tomaram emprestados R$ 18,9 bilhões por meio do crédito consignado. Já os servidores públicos foram responsáveis por uma tomada de crédito de R$ 148,8 bilhões, um número quase oito vezes maior.

Recentemente, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou um pacote de medidas para estimular o crédito em diversas áreas. Entre as propostas estão algumas mudanças para incentivar o empréstimo descontado em folha dos trabalhadores de empresas privadas. No entanto, a medida provisória com as novas regras ainda não foi editada.

As taxas mais baixas do crédito consignado promovem a melhoria da qualidade do endividamento das pessoas e possibilitam que, com planejamento, elas tenham uma vida financeira mais saudável. O crédito consignado permite a regularização de dívidas e também auxiliam em momentos de gastos imprevistos ou planejados. Por isso, a sua ampliação para os trabalhadores de empresas privadas é essencial para garantir mais qualidade de vida para os cidadãos.

Acesse agora o PandaEmpresta.com e faça uma simulação sem compromisso, ou solicite.


Publicado em 05/11/2014
Leia mais: